logo
Direitos reservados Hedflow - 2018 ©
Hedflow | King 810 teve o vídeo de ‘Kill Em All’ banido do YouTube, classificado como ‘discurso de ódio’
Cobertura de eventos, entrevistas, música, arte alternativa e cotidiano subversivo.
shows; entrevistas, resenhas; cobertura de eventos; festivais; assessoria de imprensa; fotos de shows; fotografia de evento; fotografia; produção de conteúdo; revisão de conteúdo; produção musical; música eletrônica; trilhas sonoras;
19001
post-template-default,single,single-post,postid-19001,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,side_area_uncovered_from_content,footer_responsive_adv,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-9.5,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive

King 810 teve o vídeo de ‘Kill Em All’ banido do YouTube, classificado como ‘discurso de ódio’

O clipe da banda é do álbum ‘Memoirs Of A Murderer’, de 2014, e esteve na rede desde então. Porém, foi agora banido do YouTube, uma empresa que tem se esforçado atualmente para ser reconhecida como ‘family friendly’ (amigável à família).

O líder do King 810, David Gunn, comentou sobre o ocorrido:

“Entrei no YouTube pela manhã e me deparei com essa tragédia. O YouTube alega encorajar a liberdade de expressão, mas remove conteúdos que arbitrariamente definem como “discursos de ódio”.

Isso que fazemos é expressão musical e artística. A música e o vídeo servem de comentários sociais. O YouTube deixaria de existir como empresa se removessem todas as coisas que qualquer um considerasse como “discurso de ódio”.

Nós, as pessoas, tornamos essa empresa bastante grande e rica. Entendo que essa é uma corporação com fins lucrativos, que possui política e agenda. Mas, é algo perigoso quando gigantes como o YouTube e o Google passam a censurar artes e informações para nos expor a uma peneira que consiste em seus interesses próprios. Principalmente quando confiamos neles em nosso dia a dia. Isso é algo em que as pessoas deveriam estar mais atentas e preocupadas.”

O YouTube voltou o vídeo para o ar depois disso, mas agora há acesso limitado pela restrição de idade.

Você ainda pode encontrar o vídeo no Vimeo. Clique aqui para assistir.

-

Diz aí o que acha disso